sábado, janeiro 24

DIA 4

17 JANEIRO 2009

Acordei a uma hora estúpida e não consegui ter mais sono. Apreciei a calmaria e o silêncio da noite.

Horas depois, saímos todas encasacadas e cheias de protector solar, com destino à Chinatown. Fartámo-nos de andar por todas aquelas ruas e ruelas cheias de “bugigangas”.

Comprámos dois “tapa-orelhas” por 4 US$ quando a polícia se preparava para multar os vendedores ilegais. A mulher apenas nos agarrou nas 4 notas de dólar e tapou a banca com um pano escuro.

Almoçámos à “lords” num restaurante chinês completamente a abarrotar de asiáticos. Interrogámo-nos se seria assim todos os dias mas chegámos à conclusão que era por ser fim-de-semana e pelo ano novo chinês estar muito próximo (fim de Janeiro).

Comemos sopa de ovo, milho com marisco e arroz frito com camarão. Os asiáticos sugavam os noodles e todas aquelas coisas com molhos espessos.


#17 & #18#

Dois orientais dividiram a mesa connosco e observaram-nos a comer de pauzinhos com satisfação. Estávamos esfomeadas!

Cheias que nem um abade, demos por concluída a nossa refeição ao comprarmos uma bebida de chocolate, café e leite (moka) do Starbucks e, seguimos em direcção à estação dos comboios para tratarmos dos bilhetes para o Canadá.


#19#

Como parte das linhas do metro estão em obras este fim-de-semana, tivemos que descobrir os caminhos alternativos. Não se consegue muita informação ou ajuda.

Saímos em “City Hall Station” e procurámos o posto de informação turística.

Vimos esquilos nas zonas ajardinadas e nas árvores. Os pretos parecem perigosos e têm um ar ameaçador. Os castanhos brincalhões e divertidos.


#20#

Fomos mal atendidas por um rapaz novo no porto de informação turística. Das duas vezes que o procurámos, não se interessou nada nas nossas perguntas e limitou-se a dar-nos livros da cidade cheios de publicidade e coisas sem interesse. Era suposto informar os turistas em vez de os despachar para continuar a teclar no seu portátil mas não o fez e também não estava nada importado com isso.

Pedimos ajuda a 2 polícias, afinal de contas, apenas queríamos ir à Penn Station (a maior estação dos comboios de Nova Iorque)! Ofereceram-nos 2 crachás e um cartão com os seus números de telemóvel para alguma emergência. Sentimos que afinal não se pode generalizar…

Não foi por não nos esforçarmos que a nossa ida à estação foi em vão. Tentámos (e voltámos a tentar) que nos explicassem como funcionam os comboios entre os EUA e o Canadá e os preços das tarifas mas, para a maior parte dos funcionários da Penn Station, ou é preto ou é branco, e nem sequer tentam pôr-se na nossa situação e fazer um esforço. Ficámos tristes e sentimo-nos discriminadas (mais uma vez…).

Voltámos para trás, passando pela “Wall Street” e pela “Broadway” (duas das ruas mais badaladas da cidade), e fomos obrigadas a perder a tarde na Internet, apesar de sabermos que as tarifas dos e-tickets são muito diferentes das dos bilhetes comprados na estação e que não estamos aptas para o poder fazer, uma vez que não termos nenhuma conta bancária americana ou canadiana.

Para que o dia não fosse totalmente perdido, e porque nós não desistimos facilmente, voltámos às ruas novaiorquinas e deambulámos pelo City Hall, City Hall Park, Word Trade Center (onde eram as Torres Gémeas) e Battery Park (mesmo ao pé de onde “aterrou” de emergência o avião da U. S. Airways, no passado dia 15). Por último, acabámos com um joggingzinho, na “Brooklin Bridge” (para que não desistíssemos da ideia de a percorrer).


#21#, #22# & #23#

City Hall e City Hall Park

#24#

World Trade Center

#25# & #26#

Battery Park

#27# & #28#

Brooklin Bridge

Comprámos sushi, maças e água.

Pusemos o recipiente do arroz frito com camarão (que tinha sobrado ao almoço) ao pé da janela para que o pudéssemos comer amanhã ao almoço.

Dormimos tarde outra vez porque, para nós, ainda não são 20 horas mas sim 1 da manhã (apesar de já termos chegado aos EUA há 3 dias)!

2 comentários:

leitora disse...

lol ainda só vai nos 'preliminares' e esta viagem ja aguçou água na boca.
De morrer a rir :)No bom sentido, claro está :))

Montenegro disse...

Bem espero por ver essas fotos... ainda por cima agora que são profissionais atestadas e encartadas. ;)

Bom resto de viagem e divirtam-se muito. A malta vai acompanhando por aqui. :)

Bjs às manas e até ao regresso.